ms.abra

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, anunciou nesta terça-feira (9), que encaminhará à Câmara Municipal projeto que congela o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e também a Taxa de Coleta, Remoção e Destinação de Resíduos Sólidos Domiciliares.

De acordo com o prefeito, o projeto tem como objetivo não penalizar o contribuinte do fisco municipal, em razão dos reflexos da pandemia da COVID-19. Para abrir mão da receita, a Prefeitura levou em consideração o fato de o Município se encontrar em situação de calamidade pública, homologada e referendada pela Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul, o que legalmente viabiliza a ação de abrir mão de receita.

O presidente da Abrasel MS, Juliano Wertheimer, pontou que esta medida é muito importante para o setor. “Estamos no processo de retomada dos negócios, então qualquer medida que evite o aumento dos gastos é sempre bem-vinda”.

Comentários